Meditação ocidental e oriental

Confira a programação da Semana da Saúde

14 março 2017

A melhor saúde é aquela em que se pode viver plenamente.

Em mais uma iniciativa para promover a saúde integral, a Clínica Vidya e as Unidades Vidya, em Curitiba e São Paulo, contarão com uma série de atividades abertas ao público na Semana da Saúde, de 7 a 14 de abril.

Confira abaixo a programação completa e participe (clique na imagem para ampliar):

 

Tribuna da Massa faz reportagem exclusiva no Vidya Ashram

2 março 2017

“A sede de um clã de vegetarianos”. É assim que o jornalista Lucian Pichetti descreve o Vidya Ashram na matéria que foi ao ar na última sexta-feira (24), no programa Tribuna da Massa, da filial do SBT em Curitiba, Rede Massa. Ao longo da reportagem, ele explica a escolha dos membros da Ordem Filosófica Vidya por uma alimentação mais consciente e saudável.

A ideia de visitar o Vidya Ashram surgiu após o livro “Gunas – As qualidades da matéria” chegar à Rede Massa e despertar o interesse da equipe. O volume aborda os alimentos baseados nas três qualidades da matéria e faz parte do Tratado de Medicina Vidya, coleção de nove livros escritos pelos nossos médicos e Mestres, Dr. Francisco Barros e Dra. Glaucia Barros. Confira o vídeo na íntegra:

** Confira a reportagem na página da Rede Massa **

QUER SABER MAIS SOBRE GUNAS, DOSHAS E VEGETARIANISMO?

No dia 10 de março, promoveremos na Clínica Vidya uma palestra gratuita sobre Alimentação Consciente, das 19h às 20h30. E, para quem quiser se aprofundar no assunto, o Vidya Ashram sediará o Gurukúla de Alimentação Consciente, em 29 e 30 de abril, das 8h às 18h.

Inscreva-se pelo e-mail vidyanews@vidyayoga.org com o assunto “Alimentação Consciente”, ou envie um WhatsApp para 41 99141-6300. Não se esqueça de escrever seu nome completo e telefones para contato.

Retiro de Desintoxicação promove mudança de hábitos

1 março 2017

A lógica é simples: hábitos saudáveis purificam nosso corpo e nossa mente, mas o oposto também é verdadeiro. Por isso, o consumo de álcool, drogas, carnes e até mesmo os pensamentos negativos são capazes de nos intoxicar. E, no feriado de Carnaval, em especial, esses itens costumam fazer parte da rotina de muita gente.

Dra. Glaucia Barros e Dra. Adriana Chiquetto

Para reverter este quadro e promover mais consciência, o Vidya Ashram recebe anualmente o famoso Retiro de Desintoxicação durante o Carnaval. São quatro dias intensos, repletos de aulas práticas e teóricas sobre o Ayurveda (Medicina Indiana), Medicina Integrativa, alimentação antioxidante, kriyas (técnicas de purificação), além de sessões de psicanálise, medicina clínica, homeopatia, nutrição, massoterapia, meditação, pránáyáma, prática de Rája Vidya Yoga e de Apas Yoga (prática na piscina).

O Retiro de Desintoxicação é organizado pela nutricionista, Drª. Adriana Chiquetto, e pelos médicos e Mestres, Dr. Francisco Barros e Drª. Glaucia Barros. Este ano, contou também com a participação da Mestra Ana Cristina Pontes Monteiro como psicanalista, com a assessoria da professora Tatiana Morita Nobre e com a professora Mônica Iaskio como massoterapeuta. O Mestre Uberto Gama também fez o mapa astrológico de cada aluno como um diferencial.

Atendimento em nutrição no Retiro

“Este foi o décimo Retiro no Vidya Ashram e tivemos o prazer de comemorar com uma turma muito empenhada e disposta a mudar os hábitos com o próprio corpo. A maioria comprometeu-se a manter o vegetarianismo e todos saíram do Ashram motivados por uma melhor qualidade de vida”. Drª. Adriana Chiquetto, nutricionista e organizadora do Retiro de Desintoxicação.

“Quando comecei a praticar, eu achava que o Yoga era apenas um exercício. Mas os instrutores me mostraram que é muito mais do que isso e, conversando com eles, vi que eu precisava de aprofundamento na Filosofia. Por isso, vim para o Retiro e estou saindo com a sensação de que vivi quatro semanas em quatro dias. As conversas foram muito profundas, recebi conhecimento de qualidade, muito diferente do que vivenciamos na sociedade comum. Aprendi a aceitar meu corpo, a forma como me relaciono, as minhas toxinas. Com certeza não vou mais olhar para a Unidade como uma escola de Yoga e sim como parte de uma grande Filosofia.” Amanda Leite Lombardi, estudante de Direito e praticante de Rája Vidya Yoga na Unidade Perdizes (SP)

Turma de alunos do Retiro de Desintoxicação junto com Mestres e Professores da Filosofia Vidya

 

Em 28 e 29 de abril, promoveremos o curso de Alimentação Consciente no Vidya Ashram, reforçando conceitos de alimentação e nutrição trabalhados durante o Retiro de Desintoxicação. Antes disso, teremos uma palestra gratuita sobre o tema, na Clínica Vidya, em 10 de março, às 19h.

 

Para participar, inscreva-se pelo e-mail vidyanews@vidyayoga.org com o assunto “Alimentação Consciente”, ou envie um WhatsApp para 41 99141-6300. Não se esqueça de escrever seu nome completo e telefones para contato.

Liberdade, ética e princípios requerem responsabilidade

1 janeiro 2017

 

O fundamento de uma sociedade é a convivência em harmonia, respeitando cada um o seu espaço, seja em um condomínio, seja em um associação de bairros, em um lar, na cidade ou em um país. Quando uma pessoa prejudica a outra, ou os demais neste agrupamento social, esta harmonia é quebrada e a sociedade perde seu frágil equilíbrio. Cada indivíduo é, portanto, detentor de uma série de direitos e, principalmente, de deveres. E, para assegurar isso no meio social em que vivemos, uma autoridade é instituída pelo voto, e as regras, que são os instrumentos de regulação deste convívio, são estabelecidas para se manter a lei e a ordem das coisas.

Dessa forma, não há uma “total Liberdade”, como muitos pensam, em que tudo é permitido. Isso é fruto de mentes enfermas. A liberdade só é legítima quando estiver estabelecida entre barreiras ou fronteiras. Ninguém é totalmente livre. Ninguém pode fazer tudo o que deseja. Precisamos pensar no bem comum e na harmonia da sociedade. Pensar em liberdade total é pensar de forma egoísta e egocêntrica esquecendo-se do convívio com os demais. Todos têm o direito de escolha, mas temos sempre que pensar no dever de escolhermos o melhor para todos e não apenas para um pessoa ou para um grupo restrito.

Fala-se muito em “ideal de liberdade”. Isso é legítimo, porém, este ideal deve ser conquistado de forma pacífica, paciente e constante. Para alcançarmos esta capacidade de deliberar e decidir o que fazer e o que não fazer, precisamos estar lúcidos e conscientes do que se passa em nosso entorno. Precisamos principalmente ter uma base de valores espirituais (Dharma) e uma base de valores morais. Temos que entender que todos os nossos atos, querendo ou não, reconhecendo ou não, trazem consequências agradáveis ou desagradáveis, dependendo do nosso Karma (ação).

Um ser humano espiritualmente evoluído pensa, sente, age e vive de acordo com a plena convicção de suas ações (karma) e por eles está disposto a responder, mesmo que seja pressionado e ameaçado em sua liberdade de expressão. Podemos afirmar que este homem, ou mulher, tem honra ou hombridade.

Já um ser humano arrogante, indolente, ruim e perverso sempre comete seus delitos e tenta “bancar o esperto” vivendo no anonimato para que as autoridades não o descubram. Fala mal, inventa mentiras, faz calúnias na internet, etc. Quando tal indivíduo sente-se ameaçado pela justiça imediatamente trata de fugir ou esconder-se. Quando recebe a visita do oficial da Justiça em sua casa não atende, manda a mulher abrir a porta, às vezes, até trocando de nome para tentar enganar também o oficial e, muitas vezes e covardemente, manda os filhos abrirem a porta para dizer que não mora ali. E, nestes manobras de esgueirar-se, amplia seus atos de vandalismo, perversão e maldade cometendo mais e mais delitos mentindo, roubando, fazendo-se de “asa quebrada”, sendo covarde, acusando falsamente. Este indivíduo age de forma sorrateira e julga-se muito esperto.

Por um bom tempo o pulha considera estar sendo vitorioso em suas falsas ações crescendo em uma montanha de mentiras… Tenta desesperadamente tirar dinheiro de parentes e de outros por ser vadio e gaudério. Porém, o tempo passa e a fortaleza de ilusões do patife e ignorante um dia desmorona e o que plantou irá colher inexoravelmente.

Esta é a educação que damos aos nossos filhos? O que acontece com as nossas crianças atualmente? Poucos pais e mães têm de fato educado seus filhos. Sim, porque a educação vem do lar, do berço, e não da escola. A organização estudantil apenas instrui e prepara os jovens para enfrentar os desafios da comunicação, da matemática e da sociabilização. A consequência embaraçosa e complicada de nossos atos (Karmas) inicia-se na infância, quando os pais zangados e indispostos perguntam quem foi o autor de um deslize qualquer, e a criança ou nega que foi ela ou, o que é pior, acusa outrem, alguém inocente para pagar pelo seu ato. E isso passa despercebido pelos pais que não se atentam para descobrir a verdade. Mais tarde, na escola, o estudante consegue promoções injustas mediante cola e outros meios desonestos e antiéticos. E assim segue pela vida à frente, chegando à universidade e dando continuidade aos seus atos ilícitos e desonestos para conseguir o que deseja. Ao final, cristaliza em seu caráter e em seu entendimento como um “homem vitorioso”, que ganhou o status de que é esperto e “vivo”.

Com o tempo todos nós ficamos parcialmente frustrados, porque nem sempre a justiça dos homens é precisa e ágil. Por algum tempo, a justiça é protelada e procrastinada por estratagemas e truques em suas decisões. Mas a Justiça Divina é infalível. Nada e ninguém consegue escapar da responsabilidade kármica dos próprios atos.

FELIZ ANO NOVO A TODOS!

Paz, força e sabedoria!

Que o ABSOLUTO Brahman abençoe a todos pelos seus atos!

Swami Uberto Gama

REVISTA VIDYA NEWS


Confira em primeira mão nossas novidades.
Leia nossa revista ONLINE!